.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

A Possibilidade de Reencarnarmos como homens e como mulheres

Nota de esclarecimento: 

“O artigo abaixo trata-se do exercício natural do direito que cada qual tem de pensar por si mesmo e de abraçar os pontos de vista que lhe parecem os melhores. Não me compete censurar opiniões, ainda mesmo que eu, Jorge Hessen, não defenda pessoalmente as concepções aqui abaixo publicadas . 
Assim, deixamos aos leitores do meu blog em O Rebate o encargo de analisar tudo quanto o autor expõe ou sugere abaixo, pois o mesmo direito que tem o articulista de argumentar , temos todos o mesmo direito de refutar , de aceitar, ou não, os seus argumentos.”

José Sola



Alguns confrades afirmam a possibilidade do espirito reencarnar alternadamente como homem e como mulher.



Será que esta possibilidade existe? Vejamos. 

O sexo não é inerente à matéria, nem tampouco um efeito resultante de outras forças, é um atributo de Deus a manifestar-se na vida, no infinito do Universo.

Assim como, a inteligência e o amor são manifestações de Deus na vida, manifestações estas que se individualizam, a partir do psiquismo no reino do minério, o sexo também o é.

Não devemos nos esquecer de que o amor, tampouco é um abraço, um beijo, uma carícia, carícias, abraços e beijos, são meios de manifestações do amor, no momento evolutivo em que nos demoramos, pois o amor é substância divina, emanação de Deus na vida, berço em que nascem mundos e sóis, é a manifestação do Criador no universo. 

A cópula ou demais preparativos que compõem o sexo, tampouco é a sexualidade, esta é essência divina do Criador, os sexos são apenas meios de que nos utilizamos no momento evolutivo presente, para responder ao anseio da vida.

Sendo o sexo um atributo do Criador, é manifestação sublime, é energia e vida que se generaliza no todo do Universo, maturando-se lentamente de encontro a individualidade, para atingir a sublimação na eternidade em Deus, conforme nos informa o mentor Alexandre, em orientação a André Luiz, vejamos: Substituamos as palavras "união sexual" por "União de qualidades" e observaremos que toda a vida universal se baseia nesse divino fenômeno, cuja causa reside no próprio Deus, Pai Criador de todas as coisas e de todos os seres.

Nas palavras de Emmanuel “sexo é harmonia e vida no conjunto do universo”, estas palavras Alexandre e de Emmanuel nos informam de que o sexo é um mecanismo da evolução na vida do universo. 

Assim como não existem amores variados ou infinitos, mas apenas momentos diferentes de ser do amor, pois o amor é essência única, o sexo também o é, não existe sexo masculino e feminino, mas um sexo único, que contém esses dois momentos de ser, em potenciação. Os sexos masculino e feminino, respondem à necessidade de procriação e reprodução das espécies, sendo que a diferença mais acentuada, desses sexos acontece no reino animal, racional ou irracional, no campo da genética.

A sexualidade é bissexual, ou seja, contém em potencial, o masculino e o feminino, fossem sexos separados, e, tornar-se-ia complicado explicar o hermafroditismo, em que o indivíduo, manifesta os dois sexos, a transexualidade em que, o homem ou a mulher psicologicamente insatisfeitos com o sexo, fazem a cirurgia, buscando a conformação da mente, do espírito é claro. Está inconformação não existiria, pois não haveria no eu a dualidade dos sexos, tampouco haveria como acontecer o hermafroditismo, pois o espírito traria seu sexo definido, como masculino ou como feminino.

E nós sabemos que o que provoca a necessidade do hermafroditismo, ou da transexualidade, é o desejo que a mente do espirito sente de viver o sexo oposto. Mas se não houvesse os dois sexos a ,manifestar-se como um sexo único , vivendo duas modalidades diferentes de ser, não existiria campo para a manifestação desses desejos. 

Então somos levados a crer que a possibilidade de reencarnarmos alternadamente, como homens, ou como mulheres, não responde a lógica e a racionalidade, mas vamos explicitar porque não.

Quando nos suicidamos, ingerindo um veneno letal ao organismo, adulteramos a nossa vibração, a ponto de necessitarmos reencarnar, com uma ulcera, ou um câncer no estomago, no sentido de modificarmos nossa energia vibracional, e esta vibração negativa, é apenas fruto de um momento.

E esta energia vibracional é apenas a resultante da exteriorização das essências que trazemos em potenciação no núcleo de nossa alma eterna, enquanto que o sexo é assim como a inteligência e o amor, um atributo que herdamos de Deus, e por esta razão, esta intrínseco ao espirito, é uma propriedade deste, se demora arraigado a este em simbiose divina.

Seria realmente possível modificarmos a condição psíquica, a sensibilidade dessa essência, alternando as reencarnações, de homem para mulher, e vice-versa? 

Nós sabemos que o homem em seu comportamento psíquico é lógico, e racional, enquanto que a mulher é sensível, sentimental, e embora ambos manifestem seu amor, o fazem de forma diferenciada.

O comportamento sentimental da mulher é sensível, a mesma manifesta seu amor por um filho ou por uma filha, ou mesmo por outro familiar qualquer, de maneira muito diferente do homem.

A preocupação de uma mãe para com um filho é muito maior que a preocupação de um pai, isto não quer dizer que o pai não se preocupe, mas manifesta sua preocupação de maneira diferente, exceto é lógico, algumas exceções. 

Será possivel que quando um espirito de homem reencarna como mulher, modifica num repente sua condição psíquica, deixa de viver a postura racional que lhe é característica, que lhe é peculiar, transformando-se repentinamente em um espirito sensível, sentimental?

Ou ainda a um espirito de mulher, modificar seu comportamento psíquico, passando de momento a manifestar o comportamento lógico e racional, e muitas vezes austero mesmo, e esta postura é uma regra geral no sexo masculino, com raras exceções? 

Acreditamos que não, pois se isto fosse possivel, teríamos que convir que o espirito estivesse submisso a matéria, pois a configuração masculina e feminina, estariam modificando o comportamento espiritual do eu inteligente. 

Estes sentimentos diferenciados no homem e na mulher, é a resultante de séculos e séculos consecutivos, são vivenciações e experienciações adquiridas desde os reinos inferiores da natureza, e por isto, não se modificam num repente. 

Mas com isto não desejo dizer que não reencarnamos no sexo oposto, isto acontece sim, mas quando hajamos transgredido a Lei Divina, quando houvermos prejudicado nosso parceiro de caminhada eterna.

Mas quando reencarnamos no sexo oposto, apresentamos sempre anomalias em nosso comportamento sexual, não necessariamente seremos homossexuais, mas apresentaremos características acentuadas do sexo que adotamos, ou que nos foi designado mesmo por Deus. 

Digo isto por que o sexo vem se definindo, fazendo sua evolução desde o reino do minério até atingir o reino humanoide e continuará definido na eternidade.

Então chegamos a um parecer lógico e racional de que não acontece a reencarnação do espirito de maneira alternada, ora como homem, ora como mulher, mas que o sexo se matura na eternidade, sem alternâncias, exceto quando transgredimos a Lei Divina, e isto acontece apenas no momento evolutivo em que nos demoramos. 

Entretanto uma vez harmonizados, a tendência dos sexos é volver a sua condição origem, masculina ou feminina, obedientes a um desígnio do Eterno.

Torna-se impossível explicarmos houvéssemos nos utilizado do livre arbítrio para a escolha do sexo em que nos demoramos, pois o mesmo preexiste desde o reino do minério, manifestando-se como masculino e feminino. 

Sola


1 Comentários:

  • Caro Sola, respeito a sua argumentação clara e veemente, mas então haveria duas maneiras de Deus criar? De acordo com a sua tese, os Espíritos femininos teriam muito a reclamar da justica divina, diante do que tem sofrido – e sofre – a mulher pelos milênos a fora.
    Como ela veria a figura do Pai infinitamente justo que aprendemos? Pois como mulher, desde os primórdiosda evolução sofre a brutalidade e a prepotência do homem.

    Por Blogger Jose Passini, às 15 de maio de 2015 12:03  

Postar um comentário

<< Home