.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Ide e pregai: os Espíritos do alto estão convosco

Jane Maiolo (*)
(Jales/SP)

“Porque, se anuncio e Evangelho, não tenho de me gloriar, pois me é imposta essa obrigação ;e ai de mim, se não anunciar o Evangelho!”
(I Coríntios, 9:16.)


Anunciar o Evangelho é tarefa de “Homens Fortes.”

Paulo de Tarso compreendendo o convite do Senhor, às portas de Damasco, realizou paulatinamente grandes transformações no pensamento religioso da Humanidade terrestre.

Focado na sua missão, a de levar a Boa Nova aos corações de todos os sofredores, aflitos, gentios , gregos ou romanos ,fez-se o vaso escolhido, no qual o Cristianismo pode abastecer suas fontes inesgotáveis de entendimento e sabedoria.

Os dias, os meses, os anos e as décadas se modificam, a sociedade é outra, com mais anseios, apelos, sofrimentos e reações chocantes, mas a mensagem da Boa Nova ainda é a mesma, em sua essência pura e incorruptível, por mais que se adultere os documentos.

Justo analisar que os “pregadores” do Evangelho já não são mais os mesmos.

Espantoso como a simplicidade, a bravura e o comprometimento também já não tem o mesmo foco. Onde os sinais do Apóstolo dos Gentios em nós?

Padre Antônio Vieira afirmava no seu Sermão da Sexagésima: Antigamente convertia-se o Mundo, hoje porque se não converte ninguém? Porque hoje pregam-se palavras e pensamentos,antigamente pregavam-se palavras e obras.

Estamos presenciando uma época onde à tribuna e os meios de divulgação espíritas estão sendo invadidos por uma leva de pregadores mais focados na própria divulgação do EU e dos Seus produtos, na sua imagem, na repercussão dos seus feitos, do que na Mensagem libertadora do Mestre.

Não nos esqueçamos porém, que o Modelo e Guia da Humanidade é Jesus e somente Ele deverá aparecer, lembremos o precursor João Batista “é necessário que ELE cresça e eu diminua”. Nós apenas somos instrumentos imperfeitos convidados a nos reabilitarmos diante da Lei Eterna ajudando na divulgação da Boa Nova, ou como afirma Emmanuel somos apenas e de fato simples “pregadores de cartazes convidando à festa do Reino”, e que não fomos ainda pessoalmente convidado à festa, mas que estamos espalhando cartazes por ordem superior.” 

Compreendamos nosso papel frente à divulgação espírita. Sejamos mais simples, exijamos menos, sejamos mais humilde, convivamos com as pessoas quer sejam sofredores, enlouquecidos, desprovidos, esquecidos...

Manias, sistemas e exigências descabidas não combinam com o perfil do verdadeiro pregador da Boa Nova. 

Mais do que nunca as pessoas precisam ser envolvidas nas doces vibrações contidas no Evangelho do Cristo.

Ide e pregai, mas não nos esqueçamos que mais que palavras é importante desenvolver sentimentos naquilo que estamos realizando.

Ide e pregai, pois os Espíritos do Alto estarão convosco!

Referencias bibliográficas: 


Bíblia de Jerusalém- Edições Paulinas, São Paulo/Brasil -Primeira Epistola aos Coríntios –cap.9:16

Bíblia Almeida corrigida e revisada- Evangelho de João cap. 3:30

VIEIRA Antônio . Sermão da Sexagésima. In: Os sermões. São Paulo. Difel, 1968. VI, p. 91

KARDEC, Allan Kardec. O evangelho segundo o espiritismo. Tradução de Guillon Ribeiro. 3ª edição .FEB. Rio de Janeiro, 2007. Cap.XX, item 2.

SCHUBERT Suely Caldas. Testemunhos de Chico Xavier . 16ª edição. FEB. Brasília-DF. pag.73



(*)Jane Maiolo – É professora de Ensino Fundamental, formada em Letras e pós-graduada em Psicopedagogia. Dirigente da USE Intermunicipal de Jales. Colaboradora da Sociedade Espírita Allan Kardec de Jales. Pesquisadora do Evangelho de Jesus. Colaboradora da Agenda Brasil Espírita- Apresentadora do Programa Sementes do Evangelho da Rede Amigo Espírita. janemaiolo@bol.com.br

1 Comentários:

  • UM TEXTO SIMPLES, MAS QUE RESUME BEM E ESPELHA COM EXATIDÃO NOSSO ESQUECIMENTO DO EXARADO NO EVANGELHO DE JESUS:

    "Estamos presenciando uma época onde à tribuna e os meios de divulgação espíritas estão sendo invadidos por uma leva de pregadores mais focados na própria divulgação do EU e dos Seus produtos, na sua imagem, na repercussão dos seus feitos, do que na Mensagem libertadora do Mestre".

    PARABÉNS PELO EXEMPLO QUE NOS DÁ!

    Fernando Rosemberg Patrocinio:
    fernandorpatrocinio.blogspot.com.br

    Por Blogger Fernando Rosemberg Patrocinio, às 18 de maio de 2015 03:14  

Postar um comentário

<< Home