.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

“Voltei aos quintos dos infernos” (Chorão)


Luiz Carlos Formiga
Ainda há esperança. “Nós não podemos voltar atrás e fazer um novo começo, mas sempre podemos recomeçar e fazer um novo fim“. Nos dias de hoje, aprendi que na Terra se pode mudar o passado, politicamente.  A Casa Espírita que estava situada no Largo da Abolição, nos anos dourados, teve que fazer as malas. A agressão sofrida não ganhou a mídia espírita como no caso Humberto de Campos. Esta ação jurídica contra a FEB, deu muito trabalho ao advogado de defesa. (1) Hoje a mensagem psicografada já foi usada em alguns processos nos tribunais. Ainda faremos muitas discussões sobre isso. Vale lembrar que nas demandas judiciais, sempre temos o sagrado direito de espernear, como disse o ministro jocosamente. (2)
Mesmo quando o médium é famoso, possui competência e credibilidade, podem surgir “intrigas da oposição”. Quando é “desconhecido” o que conta a seu favor é o aval da Instituição onde se comunicou o espírito. Uma instituição séria, com longos anos de trabalho reconhecido na comunidade é um bom aparato de defesa. Sempre é necessário usar armadura de segurança. (3)
Quando a atividade mediúnica se aproxima do exercício ilegal da medicina porém escapa da acusação, por não utilizar objetos cortantes, mesmo assim não se dispensam os exames pré-operatórios, o da peça cirúrgica, e o laboratório profissional especializado. Claro que, no contraditório, a testemunha ocular será de grande valia no “devido processo legal e a ampla defesa”. No caso de cirurgia, principalmente se essas testemunhas oculares forem médicos inscritos no Conselho (CRM).
Um caso, recente, é emblemático. Nenhuma pessoa longe de um surto psicótico político, deixaria de admitir  a “existência de muito mais  coisa entre o céu e a Terra...”. Assim, até prova em contrário não podemos deixar de examinar a “hipótese do absurdo”, que é considerada pelos investigadores científicos. Estou falando, em linguagem figurada, na possibilidade de trocar a roda de um carro em movimento. Foi isso o que aconteceu no Lar de Frei Luiz, como descrito em artigo na WEB. (4). Como trocar uma válvula cardíaca com o coração batendo?
O caso acima não teve grande repercussão na mídia, o que era esperado. A realidade é que as pessoas estão cada vez mais desinteressadas das questões de fé religiosa, da fé cristã. (5)
 Isto não ocorreu com outro caso mais recente. Talvez, porque envolva a cocaína e o resultado final, “suicídio inconsciente”.
Certamente muito se falará sobre a atividade mediúnica, sua credibilidade e competência. (*) Por isso a advertência aos “Médiuns – Cuidado Perigo”. (6) “O primeiro indício da falta de bom-senso está em crer alguém infalível o seu juízo.”
No caso do médium, Eduardo Fructuoso, serão inúmeras as testemunhas de defesa. Certamente pela Instituição de Frei Luiz falarão os que lá foram beneficiados. Até os que não voltaram se furtarão a testemunhar, mesmo que não tenham sido ”convertidos”. Esta não é uma exigência do Lar de Frei Luiz, embora seja a do “Cristo Interior”. 
Quem desejar examinar a mensagem psicografada assinada por “Chorão”, líder da banda Charlie Brown Jr, basta clicar no link (7).
Para “opinião”, o leitor poderá se valer de frases curtas que usava quando fazia supervisão em Laboratórios de Saúde Pública no país. Com elas procurava ajudar à antiga COLAB, do Ministério da Saúde. Creio que ainda são válidas.  Quais os pontos positivos e negativos? . Qual a conclusão? Quais as recomendações?

Leitura adicional.



1 Comentários:

  • Não vou entrar no mérito se a mensagem é ou não de Chorão, pois para isso é necessário uma gama de procedimentos antes, durante e depois. Usando como base um dos três aspectos (ciência, filosofia e religião) do Espiritismo a ciência que demanda muito trabalho.
    “Nunca, porém, dissemos que esta ciência fosse fácil, nem que se pudesse aprendê-la brincando, o que, aliás, não é possível, qualquer que seja a ciência.”
    É possível? Sim
    Uma das utilidades é chamar atenção daqueles que ainda não acordaram para essa realidade e refletir: Se for verdade o que o Livro dos Espíritos ensina? Por que não conhecer?
    O caso anterior relatado pelo Formiga, envolvendo a cirurgia espiritual, embora muito mais complexo não despertou interesse da mídia.
    Talvez seja essa uma das principais utilidades desse tipo de mensagem.
    Se você ainda não teve contato com esse conhecimento, leia e tire suas conclusões.
    Marcos Fonseca

    Por Blogger Marcao, às 2 de maio de 2014 03:14  

Postar um comentário

<< Home