.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

No Terceiro Milênio. A Prioridade

Luiz Carlos Formiga
Alkindar de Oliveira, palestrante, Consultor de Empresas. é autor do livro “Aprimoramento Espírita”, Editora Truffa/2007. Nele comenta a força do rádio e da televisão na divulgação da Doutrina dos Espíritos. Cita Kardec, no Projeto 1868, Obras Póstumas. “dois elementos devem concorrer para o progresso do Espiritismo; estes são: o estabelecimento teórico da Doutrina e os meios para popularizá-la. Uma publicidade, numa larga escala feita nos jornais mais divulgados, levaria ao mundo inteiro, e até aos lugares mais recuados, o conhecimento das idéias espíritas, faria nascer o desejo de aprofundá-los, e, multiplicando os adeptos, imporia silêncio aos detratores que logo deveriam ceder diante do ascendente da opinião”.
Oliveira diz que certamente popularizar a Doutrina não é ter Centros Espíritas apenas para alguns poucos escolhidos. Deixa  perguntas.
Você já leu alguma publicidade espírita nos jornais “Folha de São Paulo”, “Estadão”, “O Globo”, que são os jornais mais divulgados do país?
Estamos sendo espíritas “fazedores” ou espíritas “faladores”?
Se na época em que viveu Allan Kardec houvesse televisão será que ele não teria dito “uma publicidade, numa larga escala, feita nos jornais mais divulgados e nos canais de televisão de maior audiência”?
Você já viu alguma publicidade de dois minutos por semana nos intervalos do Jornal Nacional explicando, de forma didática e criativa, o que é o Espiritismo?
Mas isto é caríssimo. Certo. Mas nada além do que a criatividade e a união de todas as associações espíritas representativas não pudessem resolver. A solução é união e criatividade.
Oliveira chega aos dias de hoje com a psicografia de Divaldo. No livro Reflexões Espíritas (Editora Leal), disse o espírito Vianna de Carvalho: “Na hora da informática com os seus valiosos recursos, o espírita não se pode marginalizar, sob pretextos pueris, em que se disfarça a timidez, o desamor à causa ou a indiferença pela divulgação, porquanto o único antídoto à má Imprensa, na sua vária expressão, é a aplicação dos postulados espíritas”.
A Doutrina Espírita, divulgada pelo Fórum Espírita, com o artigo EFECTO INTELIGENTE, já está com quase 10.000 acessos (23/abril/2014 – Salve Jorge!). A internet permite deixar o texto disponível, por muitos anos. Permite também ao leitor recomendá-lo através de seu link ou endereço eletrônico. Poderá dissecá-lo, fazer reflexões e produzir críticas, como acontece no fórum.
Todo efecto tiene una causa. Todo efecto inteligente tiene una causa inteligente.  El poder de la causa inteligente está en razón de la grandeza del efecto.
Veja e comprove.

Poderá ainda indicar a versão portuguesa em dois links.


Se desejar ampliar a divulgação através das redes sociais ficará bem fácil. Nisso difere do Radio ou da Televisão.
Os três recursos podem e devem ser utilizados, já que Bezerra, pelo médium Divaldo Franco, afirma que devemos “divulgar o Espiritismo por todos os meios e modos dignos ao alcance e isso é tarefa prioritária.”
Façamos a nossa parte.
Como explicar um efeito inteligente?
Também deixo questões.
Quais são os nossos melhores argumentos, principalmente quando estamos diante dos que não pensam nas evidências científicas sugestivas de imortalidade da alma e da reencarnação?
O que fazer diante do desinteresse/indiferença dos espíritas pela divulgação?


  


1 Comentários:

  • Sem sombra de dúvida a prioridade é a divulgação da Doutrina Espírita através de todos os meios possíveis e realmente nós os Espíritas investimos muito pouco em proporção a importância desse conhecimento.
    Marcos Fonseca

    Por Blogger Marcao, às 24 de abril de 2014 15:53  

Postar um comentário

<< Home