.

quinta-feira, 5 de março de 2020

Pesquisa. No Mundo Invisível dos Micróbios e dos “Mortos”.

Luiz Carlos Formiga


Como escolhi minha linha de pesquisa, na Bacteriologia Clínica? (*) O que leva uma pessoa a se interessar por uma “linha”?
O ethos da ciência é um conjunto de “crenças” acerca do próprio papel do cientista. A internalização de valores e crenças se dá ao longo do processo de socialização. Assim, a integração entre pesquisa e ensino está vinculada a experiências que são transmitidas por nossos antecessores, as quais, na forma de um fundo comum de alternativas possíveis, funcionam como um código de referência ou orientação.
Duas cientistas brasileiras tiveram papel essencial no sequenciamento do novo coronavirus. Isso aconteceu de forma rápida, em apenas dois dias após a verificação do primeiro paciente com a doença no Brasil. (1)
Na pesquisa de Fructuoso, P.C. foi necessário maior tempo. Destacaremos apenas três momentos de “A Face Oculta da Medicina” (**), inusitado até para os incrédulos que não pensam em fraude. (2)
Na página 70, o pesquisador talvez lembrando as infecções hospitalares, disse: “não observei nenhum desses cuidados durante os acontecimentos que venho testemunhando há mais de três décadas. Como, então, as contaminações são evitadas?”
Na 184, relata que “em certa ocasião, um desses espíritos se desmaterializou de maneira insólita. Ele começou a desaparecer a partir dos pés e, quando chegou à cabeça, esta estava junto ao chão.”
Na 229, Frederick Von Stein, espírito materializado, médico do Além,  explica.
“Eu vejo o interior dos corpos humanos como se eles não possuíssem pele. Com minha visão microscópica, distingo nitidamente uma célula enferma pelo seu padrão vibratório e coloração diferente, entre outras características.”
Stein informou ainda a sobre a existência de um instrumento de forma cilíndrica de consistência metálica, ao toque do Dr. Fructuoso.
“Com ele, somos capazes de poupar as células sadias, afetando apenas as enfermas.” O tratamento pode ser feito à distância.
Isso “non ecziste”, diria Quevedo. (3)
No livro “Muitas Vidas, Muitos Mestres” (4)  Dr. Weiss, B.L. (*** ) disse que “durante muitos anos de estudo disciplinado, fui treinado para pensar como cientista e médico, moldando-me aos estreitos caminhos do conservadorismo na minha profissão. Desconfiava de tudo que não se pudesse provar por métodos científicos tradicionais.”
Talvez, por isso os “Mestres” (Espíritos) tenham trazido repetições nas regressões de memória de Catherine. Weiss não tinha nenhuma crença prévia na possibilidade de se viver várias vidas e muito menos de se poder recordá-las, no entanto, o médico, descreve com muita propriedade como vai sendo afetado e transformado no processo do tratamento de sua paciente. O que aconteceu com o Prof. Dr. Fructuoso, depois de conviver 30 anos com os colegas do outro mundo, materializados ou não?
Creio que é a relutância em examinar ocorrências anímicas e mediúnicas que as fazem parecer tão raras.
Weiss diz que: o Diretor de um Departamento Clínico no hospital onde trabalho é um homem admirado internacionalmente por sua capacidade. Ele fala com o pai falecido, que várias vezes o protegeu de sérios perigos. Outro professor tem sonhos que lhe fornecem as pistas ou soluções para suas complexas pesquisas. Invariavelmente estão corretas. Outro conhecido médico quase sempre sabe quem o chama ao telefone, antes de atender.
A esposa do Chefe de Psiquiatria de uma universidade tem o título de PhD em Psicologia. Ela nunca disse que, na primeira vez em que visitou Roma, andou pela cidade como se tivesse um mapa impresso na memória. Sabia infalivelmente o que encontraria, ao dobrar a esquina. Embora nunca tivesse ido à Itália e não soubesse a língua. Os italianos repetidamente se lhe dirigiam em italiano, confundindo-a com um nativo.
 “O Espiritismo é uma doutrina que abrange todo o conhecimento humano, acrescentando-lhe as dimensões espirituais que lhe faltam para a visualização da realidade total. (5) O mundo é o seu objeto, a razão é o seu método e a mediunidade o seu laboratório.” (José Herculano Pires, Mediunidade, EDICEL. (5)
Espíritos são as almas dos homens que já deixaram a Terra e não estão à disposição, na hora que melhor nos convier. Chico Xavier dizia que o telefone toca de lá pra cá. No entanto, pesquisadores que se submeteram à observação criteriosa sem intenções subalternas, ficaram diante de fenômenos inusitados.
O sequenciamento, feito pelas brasileiras do novo coronavirus, me levaram ao passado. A primeira aula de Virologia. O que é um vírus? São micróbios excepcionalmente simples ou são componentes químicos extremamente complexos? O que é um espirito? Como materializa? Sou um espírito em experiência corporal? (6) Seria a visão científica a única forma para penetrarmos nos mistérios do universo? Qual o papel da revelação? (7) O que é iatrogenia em Psicologia e Psiquiatria?


(**) Educandário Social Lar de Frei Luiz. RJ.RJ. 2013. Tel (21)3539-9550.
(***) Departamento de Psiquiatria do Mount Sinai Medical Center, Flórida. Departamento de Psiquiatria da Escola de Medicina da Universidade de Miami



2 Comentários:

  • "Entre a Terra e o Céu" tem muita coisa ainda para a ciência revelar.
    Infelizmente o orgulho não deixa esse avanço acontecer com mais velocidade. Enquanto isso a Humanidade perde oportunidade de minimizar suas dores.
    Abraços.
    Marcos Fonseca

    Por Blogger Marcao, às 6 de março de 2020 07:35  

  • Infelizmente, as experiencias extraordinárias de cientistas como William Crookes e Ian Stevenson, para citar apenas dois grandes pesquisadores, cada um no seu campo científico, não tiveram continuadores no meio acadêmicvo.

    Por Blogger José Passini, às 13 de maio de 2020 13:51  

Postar um comentário

<< Home