.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Foi Incrível!

Luiz Carlos Formiga


 Nos dias de hoje, falamos em "engenharia social", em neocomunismo e sua forma de ação. Falamos numa "revolução", operada não por meio da violência física, mas pelo "marxismo cultural". Diz-se que seu objetivo é demolir o judaísmo e o cristianismo, operando desde o jardim de infância até a Universidade. Na contramão encontramos a Religião dos Espíritos, com um modelo e guia.

Tendo como fundamento básico a imortalidade da alma, o Espiritismo faz com que seu adepto se perceba como espírito reencarnado, de posse de livre arbítrio.
Amorim diz que graças à internet, às redes sociais, sites e blogs independentes e comprometidos com a verdade dos fatos, é possível então romper a barreira montada pelo movimento comunista internacional, que por meio da mídia e das escolas promove a "lavagem cerebral" de forma ampla, geral e irrestrita. Estamos numa guerra de valores, onde a informação é ouro.  Nessa guerra não se usam artefatos bélicos convencionais, mas a "desinformação".
A informação verdadeira é, portanto, o principal artefato de nossa defesa. Temos os melhores e mais poderosos armamentos, que são os valores, que deram vida à civilização ocidental, destacando-se dentre eles a liberdade.
O Codificador da Doutrina dos Espíritos disse que pelo seu poder moralizador,  por suas tendências progressistas, pela amplitude de suas vistas, pela generalidade das questões que abrange, o Espiritismo é mais apto,  do que qualquer outra doutrina a secundar o movimento de regeneração.
Na universidade poucos vão questionar: “would I, by any chance be a Spirit?”
Como preparar educadores para despertar os que dormem?
Rubem Alves disse que eucaliptus não se transformarão em jequitibás, a menos que em cada eucalíptus haja um jequitibá adormecido. O que está em jogo não é uma técnica, um currículo, uma graduação ou pós-graduação.
Kardec diz, no Projeto 1868: dois elementos concorrem para o progresso do Espiritismo. O estabelecimento teórico da Doutrina e os meios para popularizá-la.
Emmanuel, através de Francisco Cândido Xavier, adverte que só a Doutrina Espírita elucida que colheremos conforme a plantação que tenhamos lançado à vida, sem qualquer privilégio na Justiça Divina.
No dia 04 de julho de 2016 muitos tivemos a oportunidade de questionar, aquilo que Pedro Nava não pode fazer, enquanto estudante de medicina: Serei eu, por acaso um espírito? ¿Sería yo, por acaso, un Espíritu? “would I, by any chance be a Spirit?”
Alunos da Faculdade de Medicina utilizaram um anfiteatro no CREMERJ para fazer frente à incredulidade. Parabéns ao Conselho Regional, pela abertura.
Estes jovens acadêmicos ajudaram a examinar “a face oculta da medicina”, com a ajuda de um investigador do fenômeno mediúnico, que também é médico.

No final do evento a jovem médica confidenciou: “Foi incrível!”

1 Comentários:

  • Mais um médico com muita honestidade e coragem fala em plena Câmera Municipal de SP em defesa da vida.
    Com muita emoção e livre de pre-conceito fala dos avanços da ciência e o quanta ainda precisa avançar para debater sobre temas importantes como: onde começa a vida humana? E muitos outros.
    Assistam no YouTube e tirem as suas conclusões: Dr. Sergio Felipe de Oliveira.
    https://www.youtube.com/watch?v=wpCKGX_yJD4&feature=share
    Abraços
    Marcos Fonseca

    Por Blogger Marcao, às 6 de julho de 2016 12:54  

Postar um comentário

<< Home