.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

DR. FREDERICK VON STEIN, A CURA E A MUDANÇA NECESSÁRIA

Luiz Carlos Formiga
Luiz Carlos Formiga
Rio de Janeiro 

Se a cura física não produzir uma profunda mudança espiritual no indivíduo de nada valeu ser curado. (1) Ele não entendeu, nem atingiu, os objetivos específicos da aula, que a doença planejou para ele. Não passou na prova.
A incredulidade é uma das provas mais difíceis, que o espírito encarnado tem que resolver, no planeta Terra. O objetivo é formulado com verbos que pertencem aos níveis mais altos do domínio cognitivo. Por problemas graves anteriores, há os que nascem sem a intuição natural da existência de Deus. Deve adquiri-la através de esforço pessoal.
A pessoa pode até fazer cirurgia com um médico desencarnado materializado e, depois, ainda ficar em dúvida se, realmente, ela aconteceu e se a alma (espírito) é realmente imortal. Não explicará, mas achará, que foi uma cura pós-alucinação, apesar do registro fotográfico e exame posterior histopatológico, de sua peça cirúrgica.  
Recentemente escrevi texto (2) para rediscutir o tema acima. Nele, lembrei outros conteúdos existentes na cura-aula, lecionada por Jesus, dos 10 leprosos.
Um espírito-médico, que se materializava para aliviar doentes, resolveu oferecer aula prática, para alunos de medicina espiritual.
Através do médium Gilberto Arruda, o espírito Dr. Frederick von Stein fez uma cirurgia cardíaca , sem hemorragia “significativa” e ainda sem utilizar instrumentos cortantes e anestesia convencional.
Stein troca uma válvula mitral cardíaca, com afecção congênita, por uma nova, “construída” durante o procedimento. “Trocou o pneu do carro andando”.
 O paciente, que também médico, apresentava quadro clínico conhecido como “asma cardíaca”.
Para que não restasse dúvida, o espírito convoca, para junto de si, dois cirurgiões (Ronaldo Luiz Gazzola e Paulo Cesar Fructuoso), um cardiologista (Luiz Augusto de Queiroz) e um anestesista (José Carlos Campos). O espírito-médico concordou ainda que a peça fosse para exame histopatológico, o que foi realizado por dois patologistas experientes. Os experientes médicos encarnados tiveram uma tempestade cerebral. ( 3 )
Dr. Fructuoso diz:  “o que presenciei abalaria o mais tenaz e resistente dos espíritos. Mesmo hoje, passados tantos anos, custa-me acreditar que o episódio incrível tenha realmente ocorrido.”
Será que alguém irá pensar que eram quatro tolos numa alucinação coletiva, ocorrida longe dos médicos patologistas, que receberam a peça para o exame histopatológico?
Posteriormente, no livro, ainda doaram os direitos autorais ao Educandário Social Lar de Frei Luiz.
 Num texto (2) havia comentado que, com as pesquisas de Kardec, poderia nos dias de hoje questionar o destino daqueles 10 espíritos, na época de Jesus, hospedados em corpos físicos leprosos.
Um dos leprosos voltou para agradecer e deu seu testemunho.
O que esses médicos deveriam fazer com os casos, onde foram testemunhas técnicas ou mesmo “asmático” paciente?
 “O Espiritismo solicita uma espécie permanente de caridade – a de sua própria divulgação”.
O testemunho é fundamental? Por isso, o leitor pode conhecer detalhes deste caso e, ainda, de outros, no livro organizado por Fructuoso. (3)
Alguns procuram o Espiritismo, ou mesmo médiuns não espíritas com o dom de curar. Anseiam a cura de seus corpos perecíveis e sofridos, mas não param para refletir sobre o que a doença está querendo lhes revelar. Alguns, não fazem reflexão, mesmo depois da cura física. Seus comportamentos posteriores acabam revelando a inexistência da cura espiritual.
“A Ciência propriamente dita tem por objeto o estudo das leis do princípio material, o objeto especial do Espiritismo é o conhecimento das leis do princípio espiritual”.
O dom de educar é dom de curar.
Educadores, os estudiosos da Ética Espírita, da Medicina Espiritual, são profissionais de saúde da alma, ainda pouco valorizados no início do terceiro milênio. Mas, isso vai mudar.
Referências
(1)  Escala de Valores, Cura e Prevenção
(2) Inteligência Espiritual (QS*) para a Cura Sustentada
(3) Fructuoso, PC. A Face Oculta da Medicina. Educandário Social Lar de Frei Luiz. RJ.RJ. 2013. 336 p. WWW.lardefreiluiz.org.br  tel (21)3539-9550







3 Comentários:

  • “não param para refletir sobre o que a doença está querendo lhes revelar”
    Sobre isso o Médico Celso Fernandes de Londrina gravou um depoimento depois de 35 anos de exercício da Medicina como Oncologista e recebe a notícia que ele estava com câncer. Ele retrata o que, Formiga escreve em seu artigo. Confira: http://www.youtube.com/watch?v=98tdXEZ510M - Celso Fernandes Jr Depoimento
    http://www.youtube.com/watch?v=98tdXEZ510M
    Marcos Fonseca

    Por Blogger Marcao, às 8 de outubro de 2013 08:30  

  • O DR.FREDERICK E O DR.BEZERRA DE MENESES, SÃO OS MELHORES MÉDICOS DO MUNDO.

    Por Blogger NEWTON FARO, às 20 de janeiro de 2016 08:15  

  • O DR.FREDERICK VON STEIN, E O DR.ADOLFO BEZERRA DE MENESES, SÃO OS MELHORES MÉDICOS DO MUNDO.

    Por Blogger NEWTON FARO, às 20 de janeiro de 2016 08:20  

Postar um comentário

<< Home