.

sábado, 28 de janeiro de 2017

CRISTO MORREU UMA ÚNICA VEZ!

Fernando Rosemberg


 Pois bem: não é novidade, para nenhum de nós, os fatos históricos que ligam o Velho Testamento ao Novo, e consequentemente, ao Espiritismo, também cognominado: Cristianismo Redivivo. Ora, profecias do Velho Testamento previram a vinda do Messias (Jesus), e este mesmo Jesus, por sua vez, afirmara que nos enviaria: o Consolador, o Espírito de Verdade, que nos ensinaria todas as coisas nos fazendo lembrar tudo quanto Ele mesmo havia dito e feito, e que ficaria eternamente conosco. (João – Cap. 14: versículos 15, 16, 17 e 26).

Assim, pois, vemos que, de fato, tudo se liga a Tudo, e, por conseguinte, a minúscula partícula do átomo se liga à Terra; e esta, por sua vez, se prende a um Sistema de astros que, de sua parte, se conecta à Galáxia, que se liga ao conjunto de Galáxias, de Nebulosas que constituem o Universo que, por sua vez, se estende ao Multiverso onde Tudo se encadeia na natureza, estando o filho, pois, ligado ao Pai e o Pai ligado ao filho numa união indissolúvel, infinita, onde Tudo, repito, se liga a Tudo, conquanto nossa restrita visão das coisas, de pensarmos que somos elementos separados, desunidos, e, pois, dispersos pela forma egoística de cada um, de nossa frágil mentalidade.

Mas retornemos ao tema central do nosso arrazoado de agora. Na 1ª. Epístola de Pedro, capítulo 3, versículo 18, no primeiro Século da Era Cristã, lê-se que:

“Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir-vos a Deus”. (Opus Cit.).

E, em Emmanuel, no Século 20 da mesma Era, em seu importante livro “O Consolador” (Feb), temos que:

“Todas as Entidades espirituais encarnadas no Orbe terrestre são Espíritos que se resgatam ou aprendem nas experiências humanas, após as quedas do passado, com exceção de Jesus Cristo, fundamento de toda a verdade neste Mundo, cuja evolução se verificou em linha reta para Deus, e em cujas mãos angélicas repousa o governo espiritual do planeta, desde os seus primórdios”. (Opus Cit.).

Ora, quando Pedro alude que o Cristo, em termos planetários, “morreu” uma única vez, isto está sendo ratificado por Emmanuel ao ministrar que o mesmo, ou seja, o Cristo, por não ter sofrido quedas em seu passado espiritual, e por ter consolidado sua Evolução em Linha Reta, ou seja, no Mundo Espiritual mesmo, isto está a dizer que o Cristo, quando esteve entre nós, Ele por aqui estivera: de Corpo e Alma, e, pois, encarnado pela primeira vez, e, uma única vez, donde o apóstolo Pedro afirmar que o Cristo “morrera”, no sentido material, “uma única vez”, pois que o mesmo é Espírito Puro que, como citado, não precisara passar pelas provações retificadoras dos Mundos materiais. (Vide texto: ‘Evolução Em Linha Reta’, neste blog).

Assim, pois, as Verdades do passado bíblico, do Velho e do Novo Testamento, se ligam aos tempos modernos, pois que a Verdade é Una, é Universal, faltando, pois, ao homem moderno, a compreensão de que Tudo se liga a Tudo, tal como o Pai se liga ao filho e o filho se liga ao Pai, na infinitude mesma do Vosso Amor.

E daí resulta a magnânima sentença evangélica:

“Amar a Deus acima de todas as coisas e ao teu semelhante como a ti mesmo”. (Jesus).

E, isto, certamente, pelo fato primordial de que Deus nos Ama, e, por extensão, e reciprocidade, Quer também o amor do filho extensivo a Tudo, e, pois, ao semelhante, que, por sua vez, é também filho do mesmo Pai, sendo, por isto mesmo, nosso irmão de lutas evolutivas, salvíficas e redentoras como tão bem lembrado pelo Espírito de Paulo em nosso “O Evangelho Segundo o Espiritismo” (AK):

“Fora da Caridade não há Salvação”!

Um GRANDE abraço do amigo de sempre:

Fernando Rosemberg Patrocinio

Articulista, Fundador de Casa Espírita, Coordenador de Estudos Doutrinários, Palestrante e Escritor de diversos e.Books gratuitos em seu blog.


E-mail: f.rosemberg.p@gmail.com

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home