.

quinta-feira, 4 de junho de 2015

ANALISANDO: “BRASIL, CORAÇÃO DO MUNDO”




Fernando Rosemberg Patrocínio


Referido texto, algo sintético, é parte de uma discussão em torno de importante obra xavieriana. De tal, noto que alguns irmãos espiritistas criticam maldosamente o nosso querido Senhor Jesus, representado, veja bem: representado pelo livro “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” (Humberto de Campos – F. C. Xavier – Feb), Cristo este que, em tais páginas, se apresentara humilde, quase humano, e que “desconhecia” (entre aspas) onde se situava a Terra do Cruzeiro.

Mas o que quereriam tais críticos, nossos irmãos?:

-Que o Cristo, Entidade de Evolução Cósmica, e de que nada compreendemos, se apresentasse com toda Sua Luz, Sua Condição de Ser Uno com o Pai?

-Ora, o que sabemos, neste Mundinho atrasado como o nosso, dos Planos Espirituais Inconcebíveis, Planos de um Cristo Redentor e Salvífico de nossas Almas ignorantes e ainda tão propensas ao mal?

Penso que, se Jesus se nos mostra em tal obra como um irmão nosso, tão simples, tão humilde e tão humano e com alguma incerteza das coisas, fora para aproximar-se de nós todos, e que, portanto, em sua Excelsa Humildade, não nos humilhara no passado, não nós humilhou na obra “Brasil, Coração do Mundo...” e não nos humilhará nunca e jamais, pois Ele nos reconduz e nos reconduzirá, para sempre, se for este o caso, ao Seio Amoroso do Nosso Criador.

Quando, então, e, tal como Ele mesmo, haveremos de Ser Uno com o Pai de Misericórdia tal como o Cristo o É: um Mestre Misericordioso, Humilde e Simples: Eternamente Bom.

Coisas que ainda estão distantes de nossas Almas empedernidas na incompreensão, apesar das luzes que já se fizeram com o Cristianismo Redivivo pelo Espiritismo.

Que tal sermos: verdadeiramente cristãos?! E não somente uma sombra daquilo que deveríamos ser, e, sinceramente, não somos.

Por outro lado, critica-se, também, o fato da citada obra colocar Roustaing como missionário indicado para desenvolver o trabalho da fé, junto a Allan Kardec. Ora, nós não conhecemos tudo, e, portanto, referida indicação missionária pode ser verdade sim, que, entretanto, reconheço, falhara Roustaing em sua atribuição doutrinária com equívocos diversos constantes de sua obra, o que não lhe tira, em tempo algum, sua missão, porém, desfalcada por sua falta de bom senso, de critério, deixando-se embalar por tudo quanto vinha de sua médium, não lhe peneirando, racionalmente, suas instruções medianeiras.

Tratemos de perdoar, ou, então que:

“... atire a primeira pedra aquele que estiver sem pecado”. (Jesus).

Logo, é bem possível que a Pátria do Evangelho tenha percorrido outros caminhos até materializar-se em nosso País. Notemos que o Evangelho nascera na Palestina, migrara para a Itália papal, se estabelecera em França nos tempos kardequianos, e, finalmente, parece que toma corpo em terras brasileiras que, presentemente, promove o maior movimento espiritualista e espiritista de todos os tempos da humanidade.

Um grande abraço aos amigos que puderem nos acessar por meio deste importante blog de divulgação espiritista, presidido pelo caro amigo: Jorge Hessen.


VISITE OS BLOGS J:

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home